5 comentários:

Conto erotico...

Para iludir o suspirado encanto,

Por quem debalde há longo tempo ardia,

“Um ninho achei, oh Lésbia (eu lhe dizia)

“Como é dos pais delicioso o canto!”



Assim doloso me expressava, em quanto

Um alegre alvoroço em Lésbia eu via:

“Ah! Onde o deparaste?” (ela inquiria)

“Vem (lhe torno) comigo ao pé do acanto;”



Por um bosque me fui co´os meus amores,

Pergunta aos ramos pelo implume achado,

E respondendo só vão meus furores.



Conhece… quer fugir ao laço armado,

Na encosta a vergo, que afofavam flores,

Beijo-lhes as iras… fique o mais calado.

Collybry

Cöllyßry a 2 de Maio de 2006 às 01:04
Oi...Doce..adoro carros...lindos
que belo passeio fizes-te...
Bjocas e doces olhres
Collybry
Cöllyßry a 2 de Maio de 2006 às 01:06
Presumo que tenha sido bem porreiro -eu também gosto muito de reviver essas coisas.
Aragana a 2 de Maio de 2006 às 12:24
Realmente parece que passaste bem a tarde :) . Há coisas que nunca e esquecem , não é?
Beijito , boa semana
Secreta a 2 de Maio de 2006 às 13:53
Sá Moraiiisssss.... Sáaááá.... aparece
Já tenho saudades dos teus comentarios, claro... primeiro os afazeres depois a distração.
Tens um tema lindo, eu gosto muito de ir até ao Caramúlo e entrar no museu. Eu fui até á praia da Galé, tive um tempo espectacular. Tudo de bom para ti um beijão.
Tibéu VOLTA
TiBéu ( Isa) a 5 de Maio de 2006 às 10:02