Bibiliografia de Pedro Ventura (2006-2012)

12.04.12

         

 

  • Em Setembro de dois mil e seis publicou o seu primeiro livro, o romance épico Goor – A Crónica de Feaglar, volume 1, com a chancela da Papiro Editora.

 



  •        O lançamento de Goor – A Crónica de Feaglar, volume 2, decorreu a 13 de Outubro de dois mil e sete, na Livraria Pretexto, Viseu.

 

  • Lançamento do livro "Páginas Lentas", no qual está incluido o conto "Darwar de Celénia" no dia 6 de Dezembro de 2008, na Fnac/Palácio do Gelo - Viseu

 

 

  •  Participação com um conto e uma entrevista na e-zine DAGON!

 

  • Participação com um artigo na Dagon I ( versão de papel )

 

 

  •  Participou com o conto “Nunca Estarás Só” na colectânea de escritores viseenses Páginas Lentas 2 (2009), dirigida pelo GICAV de Viseu.

 

  •  Participou com o conto “O Verdadeiro Viajante do Tempo” na colectânea de escritores viseenses Páginas Lentas 3 (2010), dirigida pelo GICAV de Viseu.  

 

 2012


 

  • Lançamento de O Regresso dos Deuses - Rebelião pela Editorial Presença.

 

  •  Participou com um conto "Uma Questão de Lugar" na Vollüspa - Antologia de Contos de Literatura Fantástica.

 

Páginas Lentas 3 - Viseu

17.11.10

Está confirmado o lançamento do livro Páginas Lentas 3 (colectânea de autores de Viseu - trazida à realidade pelo GICAV, na incansável pessoa do José Cordeiro ), no qual participo com uma pequena "divagação", no dia 4 de Dezembro, na FNAC Viseu, pelas 16h00.

 

Apareçam!

 


publicado por sá morais às 23:31

Novidades - Páginas Lentas 3

24.10.10

Fica assim "oficializada" a minha participação no Páginas Lentas 3, com um conto experimental de minha autoria - O Verdadeiro Viajante do Tempo. A organização dessa colectânea volta a ser do Grupo GICAV ( na pessoa do incansável e imparável José Cordeiro ). Já em 2008, o grupo publicou o livro "Páginas Lentas", uma obra composta por textos de 19 autores de viseu, tendo no ano seguinte publicado o PL2. O resultado da primeira experiência pode ser consultado em www.paginaslentas.blogspot.com.

Novidades - Pedro Ventura

29.09.10

Em princípio irei participar no Páginas Lentas 3, com um conto experimental de minha autoria. A organização dessa colectânea volta a ser do Grupo GICAV. Já em 2008, o grupo publicou o livro "Páginas Lentas", uma obra composta por textos de 19 autores de viseu, tendo no ano seguinte publicado o PL2. O resultado da primeira experiência pode ser consultado em www.paginaslentas.blogspot.com.

publicado por sá morais às 13:35

Conversas Imaginárias no Made in Viseu

16.11.09

 

É bom saber que existe um jornal em Viseu que se interessa pela cultura - Made in Viseu. O meu obrigado!

publicado por sá morais às 22:12

GiCAV2009

24.09.09

 

O Grupo GICAV está a preparar a segunda edição de uma colectânea de textos de autores de Viseu. Já em 2008, o grupo publicou o livro "Páginas Lentas", uma obra composta por textos de 19 autores de viseu. O resultado da primeira experiência pode ser consultado em www.paginaslentas.blogspot.com.

 

in Jornal do Centro

tags: ,
publicado por sá morais às 16:51

Lançamento de Páginas LEntas

26.11.08

 

 

 

Páginas Lentas... Porque se saboreiam bem devagar num projecto lançado pelo Gicav, ideia de juntar autores. 19 textos originais. 19 escritores ( sendo eu um deles ). Viseu, o lugar comum...

 

Site do Livro Páginas Lentas

 

Venha até à FNAC/ PALÁCIO DO GELO - VISEU NO DIA 6 de Dezembro pelas 18h00.

 

 

Com um especial abraço para o mentor do projecto JOsé n.

Convite

03.11.08

Convido todos os visitantes do Voz de Celénia a visitarem o meu novo site:

 

 

 

PEDRO VENTURA

 

Bibliografia de Pedro Ventura ( 2006 - 2008 )

29.10.08

 

  •       Em Setembro de dois mil e seis publicou o seu primeiro livro, o romance épico Goor – A Crónica de Feaglar, volume 1, com a chancela da Papiro Editora.

 

  •       Nesse mesmo ano foi orador convidado do Fórum Fantástico, o mais importante evento nacional de Literatura Fantástica, que decorreu em Lisboa, no Parque das Nações.
  •       Foi alvo de referência nos seguintes jornais: Notícias de Viseu, Jornal de Letras e Diário de Notícias.
  •       Também foi alvo de referência em diversos blogues e sites especializados, como foi o caso do site galego “Nova Fantasia”.
  •       Em Fevereiro de 2007, foi um dos escritores entrevistados pela Universidade Aberta no programa televisivo “Entre Nós” da Rádio Televisão Portuguesa ( RTP 2, RTP Internacional e RTP África ).
  •       Em Junho, o livro é um dos escolhidos pelo Prof. Marcelo Rebelo de Sousa no programa televisivo “As Escolhas de Marcelo”.
  •       Goor – A Crónica de Feaglar 1 voltou a ser referenciado no programa “Entre Nós” da Rádio Televisão Portuguesa ( RTP 2, RTP Internacional e RTP África ) em Setembro de 2007.

 

 

  •        O lançamento de Goor – A Crónica de Feaglar, volume 2, decorreu a 13 de Outubro de dois mil e sete, na Livraria Pretexto, Viseu.

 

  •       Apresentação referenciada no Jornal Notícias de Viseu (Outubro de 2007)
  •       Referenciado no jornal Primeiro de Janeiro (Outubro de 2007)
  •       Alvo de crítica literária no conceituado site galego de literatura fantástica “Nova Fantasia”.
  •       Apresentação e apreciação no jornal Gazeta da Beira (Outubro 2007)
  •        Em Janeiro de 2008 foi publicado um artigo sobre o livro e o autor na Agenda Cultural da Câmara Municipal do Montijo.
  •        Em Fevereiro de 2008 o Goor 2 atingiu o 7º. Lugar no top de livros mais vendidos na LivrosNet.
  •       Em Março de 2008 o livro foi alvo de crítica no jornal Correio da Manhã.

     

Goor - A Crónica de Feaglar 2

14.10.08

 

 " (...)mas de todos os livros que li durante o ano, sem duvida alguma “Goor - A Crónica de Feaglar 2“ foi o melhor do ano, melhor de todos, daquele tipo de livro que tenho sempre a mão para uma releitura, e posso indicar com toda confiança como sendo um livro completo."

in Realidade Torta - Brasil
 
"Este romance de aventuras épicas “adocicado com o toque mágico da fantasia” merece, sem dúvida, a nossa atenção. Valores como a amizade e a liberdade, tão essenciais à nossa condição humana, estão aqui sempre presentes."
in Montijo Agenda
 
"Regresso a Goor, mundo fantástico capaz de fazer corar o Senhor dos Anéis!"
in Correio da Manhã
 
"Por fin chegou ás nosas mans a segunda parte da Crónica de Feaglar. E se me pedides que vola resuma nunha frase, direi-vos que concordo que as segundas partes non son boas, neste caso, son mellores! (...) Eu pola miña banda só podo dicir que fico coa mesma sensación que cando acabo un bo libro ou unha película: qué magoa que xa acabase, pero disfrutei tanto mentras... "
in Nova Fantasia ( Espanha )
 
Pontos de venda na Internet:LivrosNet
 
 
Ou adquira directamente enviando um mail para: noctis2006@sapo.pt
 
 
 

Explorando o universo de Goor - A Crónica de Feaglar 2

07.10.08

Os Xerfec ( darmenérios )

 

 

Xerfec - Corpo militar de elite ao serviço da rainha Calicíada ( darmenéria ), aquando dos acontecimentos relatados em Goor - A Crónica de Feaglar. Estes guerreiros têm reputação de serem brutais, impiedosos assassinos e selvagens. O "recrutamento" dos Xerfec é maioritariamente feito com recurso a crianças condra raptadas em incursões fronteiriças ou traficadas por líderes tribais sem escrúpulos. Alguns são também criminosos darmenérios que obtiveram perdão para a sua pena de morte, em troca de servirem nestas unidades até ao fim dos seus dias. A educação das crianças é brutal e visa apenas um objectivo: matar. Essas crianças são forçadas a esquecer a sua origem e todas as ligações familiares que tinham anteriormente. Os xerfec gozam de algumas regalias dentro do seu reino ( como poderem confiscar bens das classes mais baixas ) e estão apenas submetidos à autoridade régia. As próprias unidades regulares darmenérias desprezam-nos e temem-nos pela sua selvajaria. 

Os guerreiros xerfec que chegam a idades avançadas, em que já não podem combater e que não ascenderam a oficiais têm o cruel destino de servirem nos campos de treinos, onde sofrem todo o tipo de violência por parte dos jovens recrutas, que chegam a ser incentivados a a espancá-los até à morte ou a treinarem neles os golpes de armas, de forma a soltarem os seus instintos mais sanguinários. Talvez por isso muitos xerfec optem pelo suicídio, depois de uma vida repleta de excessos e sangue.

A cavalaria dhorian é a única força militar por quem os xerfec guardam algum respeito, Antigas batalhas fronteiriças justificam esse sentimento, pois várias vezes foram derrotados nesses recontros.

Os xerfec são por diversas vezes referenciados ao longo de Goor - A Crónica de Feaglar. No Volume II, uma das personagens principais envolve-se num violento confronto com diversos xerfec encarregados de a matar. 

 

Critica a Goor 2

23.09.08
 
" (...)mas de todos os livros que li durante o ano, sem duvida alguma “Goor - A Crónica de Feaglar 2“ foi o melhor do ano, melhor de todos, daquele tipo de livro que tenho sempre a mão para uma releitura, e posso indicar com toda confiança como sendo um livro completo."
in Realidade Torta - Brasil
 
"Este romance de aventuras épicas “adocicado com o toque mágico da fantasia” merece, sem dúvida, a nossa atenção. Valores como a amizade e a liberdade, tão essenciais à nossa condição humana, estão aqui sempre presentes."
in Montijo Agenda
 
"Regresso a Goor, mundo fantástico capaz de fazer corar o Senhor dos Anéis!"
in Correio da Manhã
 

"Por fin chegou ás nosas mans a segunda parte da Crónica de Feaglar. E se me pedides que vola resuma nunha frase, direi-vos que concordo que as segundas partes non son boas, neste caso, son mellores! (...) Eu pola miña banda só podo dicir que fico coa mesma sensación que cando acabo un bo libro ou unha película: qué magoa que xa acabase,  pero disfrutei tanto mentras... "

in Nova Fantasia ( Espanha )

 
Pontos de venda na Internet:
 
 
Os livros Goor - A Crónica de Feaglar I e II estão disponíveis na Biblioteca Municipal Central - Palácio Galveias 
 
e na DocBweb da CM de Coimbra

 

Explorando o universo de Goor - A Crónica de Feaglar

21.09.08

Os Dagarac ( condra )

Ao contrário da maioria dos reinos, que entregam essas funções aos exércitos regulares, os condra possuem uma força paramilitar de elite que persegue criminosos, actuando dentro e até mesmo fora das suas fronteiras. Os dagarac são essencialmente recrutados da Guarda Real Condra, mas também possuem alguns dhorians e nilmec ( estes últimos devido às suas singulares capacidade  mentais ) nas suas fileiras. Devido à grande diversidade étnica e existência de diversas tribos autónomas em constantes lutas pelo poder, o dagarc também actuam como salvaguarda da autoridade régia.

  Porém, no acontecimentos relatados em Goor I, os dagarac revelam-se incapazes de impedir a sucessão de acontecimentos ( alimentados pela traição de diversos senhores tribais ) que culminarão na morte do rei Fremedon e na consequente invasão do seu reino pelas forças de Calicíada, apesar do valor demonstrado em diversas ocasiões.

  Durante a ocupação darmenéria, os dagarac que não se submetem são cruelmente perseguidos e executados. Os poucos que sobrevivem à mortandade das batalhas e a essa posterior perseguição refugiam-se em reinos vizinhos, aguardando o momento certo para voltarem a lutar.

  Em Goor - A Crónica de Feaglar I é-nos apresentado Dardon, um valente guerreiro dagarac, que irá aliar-se a Feaglar para capturar o vil Racul. Levada a cabo essa acção, Dardon decide juntar-se ao rei dhorian e acompanhá-lo nas suas aventuras.

Resposta a leitora de Goor

10.09.08

 

 

 

Recebi à dias um mail de uma leitora de Goor - A Crónica de Feaglar ( obrigado pelo feedback ) com alguns reparos que julgo serem importantes e decidi responder aqui no bastião blogosférico:

 

1- "Existe uma diferença de ritmo entre o início de Goor I e Goor II"

 

   É verdade. Goor II é bem mais objectivo e "acelerado" enredo. No início ainda estava a "encaixar-me" na estória, a moldar-me a tudo aquilo que se desenrolava na minha cabeça. Foi difícil muito conciliar ideias e escrita. Só quando me "fundi" mais com aquele mundo de Goor e  aprendi a ser melhor "cronista" é que as coisas fluiram melhor. Devo ainda acrescentar que o início foi escrito de forma intermitente ( o que nunca é bom... ) e em espaços pouco... apropriados... como salas de aula da faculdade. Goor I é realmente um pouco mais "pesado", mas é essencial para o que vem a seguir. Eu não alteraria nada, talvez por já me ter apegado em demasia ao todo que é Goor.

 

2- "As personagens mais fortes são mulheres. Porquê?

 

   Bem, não vamos esquecer Feaglar, Thuron ou Sarraden... Mas não hajam dúvidas que Gar-Dena, Calédra e até mesmo Galana são os "motores" e muita da alma da estória. São forças indomáveis, poderosas e profundas. Não é por acaso que a minha personagem preferida acaba por ser a irreverente ( sim, é um eufemismo... ) Calédra. Mas porquê mulheres? Bem, porque não?! Para quê insistir na "velha fórmula" em que as mulheres são sempre as frágeis donzelas que aguardam o regresso dos heróis? Porque não perverter esse modelo? Porque não?...  

 

3 - " O que influenciou Goor? Eu esperava encontrar na linha dos livros de X e afinal (...)"

 

   Goor não se encaixa apenas na Fantasia e não segue o repetido modelo " magos, anões & elfos". Nada disso! Também é uma demanda ( aqui com importância relativa... ) e tem um toque de sobrenatural, mas acaba por ser um livro diferente. Fantasia Épica? Não sei... É diferente. Recordo que no início de Goor as personagens são cépticas a tudo o que ultrapasse a fasquia daquilo que é tido por "normal". Esta é uma sociedade com um ideário mitológico simples, num estádio "protocientífico", que nunca aceitaria "idosos de chapéus bicudos a agitarem varinhas mágicas". Em Goor os poderes sobrenaturais submetem-se à vontade das pessoas das quais emanam e têm uma explicação enublada e invulgar... Para mim, esta é uma "magia" bem mais poderosa - o poder intrínseco da essência humana.

   Isto talvez se deva a influências bastante diversificadas, que não são maioritáriamente do campo da Fantasia. A verdade é que desconheço muitas das obras tidas por referência pela "intelectualidade" do meio. Mas julgo que compenso essa falha com diversidade.

 

4 - "fazer mais livros de Goor"

 

   Infelizmente não vivo da escrita... Infelizmente, como tantos portugueses, tenho um trabalho que me ocupa muito tempo e me faz chegar estoirado a casa ao fim do dia. Não posso embarcar em retiros espirituais, nem em viagens inspiradoras, como fazem algumas figuras da escrita. Vivo a vida real da maioria dos portugueses.

   Tenho muitas ideias, mas poucas condições para as colocar no papel. Escreverei em tempos melhores. Espero, mas não desisto. Vamos a ver se será algo do género de Goor ou não...

 

5 - " Não encontrei aqui o livros nas paeplarias de (...)"

 

   Há tanto para dizer! Mas vou deixar este tema para um post posterior...

 

 

 

Resta-me agradecer as palavras simpáticas e o apoio que recebi deste mail. Como costumo dizer: a minha melhor recompensa é saber que alguém gostou de partilhar deste meu mundo!

 

Caso também queiram falar sobre Goor, enviem um mail para noctis2006@sapo.pt

Goor - A Crónica de Feaglar II

10.09.08

 

"Regresso a Goor, mundo fantástico capaz de fazer corar o Senhor dos Anéis!"
in Correio da Manhã

 

Goor - A Crónica de Feaglar 2

19.05.08
 
 
 
 
" (...)mas de todos os livros que li durante o ano, sem duvida alguma “Goor - A Crónica de Feaglar 2“ foi o melhor do ano, melhor de todos, daquele tipo de livro que tenho sempre a mão para uma releitura, e posso indicar com toda confiança como sendo um livro completo."
in Realidade Torta - Brasil
 
"Este romance de aventuras épicas “adocicado com o toque mágico da fantasia” merece, sem dúvida, a nossa atenção. Valores como a amizade e a liberdade, tão essenciais à nossa condição humana, estão aqui sempre presentes."
in Montijo Agenda
 
"Regresso a Goor, mundo fantástico capaz de fazer corar o Senhor dos Anéis!"
in Correio da Manhã
 
 
Pontos de venda na Internet:
 
 
Os livros Goor - A Crónica de Feaglar I e II estão disponíveis na Biblioteca Municipal Central - Palácio Galveias 

 

pesquisar

 

comentários recentes

arquivos

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

links

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

eXTReMe Tracker

Junho 2014

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30