Goor - A Crónica de Feaglar 2

14.05.10

 

"Regresso a Goor, mundo fantástico capaz de fazer corar o Senhor dos Anéis!"
in Correio da Manhã

2010 - O Regresso

02.01.10

 

Está programado para 2010 o regresso do Pedro Ventura com mais um livro dentro do género épico de Goor. Se tudo correr bem, "O Regresso dos Deuses*" verá a luz do dia em breve sob a chancela de uma editora de grande dimensão.

Critica a Goor 2 de Carla Ribeiro ( escritora )

17.11.08

Os Livros que me Marcam: Goor- A Crónica de Feaglar

 

"Abriram-se as portas de um mundo novo e eu entrei." Foi este o pensamento que me surgiu na cabeça logo às primeiras páginas desta grande saga da autoria de Pedro Ventura, um livro que me acompanhou durante longos e fascinantes momentos e que não poderia deixar de comentar.

 

Muito se poderia dizer sobre este livro, começando pelo enredo, passando pelas personagens e por toda a constituição do universo onde, subitamente, mergulhamos. E é essa complexidade que nos invade e que nos arrasta para dentro das palavras desde a primeira página, até que, quando chegamos ao fim, (a altas horas da madrugada) ficamos a pensar que acabou cedo demais, porque queríamos continuar a ler.

 

Muito me encantou nesta história, mas tenho que iniciar a minha exploração por algum ponto, por isso vou começar pelos territórios e repectivas raças. Ao entrar neste mundo, deparamo-nos com uma diversidade de espaços geográficos, cada qual com as suas gentes e os seus costumes, todos eles magnificamente descritos e fascinantes na sua multiplicidade. Dentro de cada povo, temos a sua hierarquia, as suas leis e as suas tradições, e, em cada personagem vemos o reflexo da sua gente.

 

O que me leva a outro ponto alto destes livros. Ao longo da história, amamos e odiamos as personagens, cada uma delas profundamente humana e, portanto, com os seus momentos de bondade e de maldade, reflectindo os diferentes graus de cinzento da vida. Pessoalmente, a personagem que mais me marcou foi Feaglar, não só pela sua odisseia épica, mas pela personalidade que reflecte, heróico e nobre, mas ainda assim, humano e passível de falhar. Essa humanidade, que se reflecte também nas restantes personagens e na forma como interagem, fascina pela forma como nos leva a simpatizar e, por vezes, a identificar nas personagens alguns laivos do nosso próprio carácter.

 

Gosto também da forma como a magia e o destino são encarados ao longo da história, a magia como uma força presente, mas subtil e sem exageros, o destino como uma entidade que, não podendo ser ignorada, não se sobrepõe à vontade dos homens, verdadeira força que põe em marcha os grandes momentos da história.

 

Por último, de realçar a profunda complexidade das relações entre as personagens, que, nas suas forças e fraquezas, proporcionam momentos verdadeiramente tocantes, num livro que, mais que uma simples aventura, é um reflexo de emoções, num ambiente que se quer épico, sim, mas que não deixa de ser um sublime espelho da complexidade da mente humana.

 

Concluindo... Li atentamente (ou talvez devesse dizer devorei) ambos os volumes desta história e, tal como, certamente, muitos outros leitores, fiquei impressionada com o talento e a magia que se desprendem ao longo de tão cativantes páginas. Recomendo este livro a todos os amantes do fantástico, mas também a todos aqueles que procuram um livro capaz de fazer sonhar e sentir.

 

Sorri, chorei... e fiquei a desejar mais. Numa palavra: excelente.
 
in O Corvo e a Borboleta por Carla Ribeiro ( escritora )

Goor - A Crónica de Feaglar 2

29.10.08

A tal crónica épica com laivos de fantástico ( adulto ) que alguns se queixam de não encontrarem...

 

 

 

 

 

"Engana-se quem espera encontrar aqui o arquétipo da literatura fantástica. Não há lugar para elfos, gnomos ou anões e, até os poderes sobrenaturais são apenas ferramentas submetidas a uma vontade. Mas, não dispensa os ingredientes próprios deste género literário. Aqui, o maior de todos os poderes é a vontade humana e a sua capacidade para o

pior e para o melhor: o Bem e o Mal não são estanques. As personagens, heróis ou vilões, são sempre seres humanos dotados das mesmas virtudes e defeitos de todos nós. Talvez

seja por isso que os leitores, facilmente, se identificam com esta ou aquela personagens"

in Montijo Agenda
 
"Regresso a Goor, mundo fantástico capaz de fazer corar o Senhor dos Anéis!"
in Correio da Manhã
 

"Por fin chegou ás nosas mans a segunda parte da Crónica de Feaglar. E se me pedides que vola resuma nunha frase, direi-vos que concordo que as segundas partes non son boas, neste caso, son mellores!

O ben  e o mal nunca son absolutos, e personaxes que poden parecer abomináveis nun momento, conseguen gañar a nosa simpatía noutra altura simplemente porque no fondo, e todos sabemos iso, a vida pon-nos en situacións nas que nada do que creiamos é inmutábel.  A grandeza da historia reside, ao meu parecer, neste punto. Porque é unha historia de seres humanos. Non é unha epopeia, é un reflexo do que podería pasar en calquera parte, se eliminásemos os elementos máxicos ou fantásticos.  Non hai vitórias ou derrotas absolutas, e algunhas das vitórias son realmente amargas. Pero iso é algo que só lendo esta crónica pode ser descuberto. Dar mais detalles sería innecesário, coido eu, e podería mesmo romper a máxia da lectura. Polo tanto, amigos, facédeos cun exemplar e sacade as vosas próprias conclusións.

 

Podemos facer duas lecturas diferentes: unha, as aventuras e desventuras duns homes coraxosos loitando por conservar o único mundo que coñecen, e outra, para min mais interesante aínda, as chaves da verdadeira natureza humana, capaz do mellor e do peor. O heroe por excelencia, Feaglar, revélase coma un home coas mesmas fraquezas que calquera outro, que falla ás suas mais férreas conviccións e promesas por ser apenas iso, un home.

in Nova Fantasia ( Espanha )

 
Pontos de venda na Internet:LivrosNet
                                 Webboom
 
 
Ou adquira directamente enviando um mail para: noctis2006@sapo.pt
 
 

 

Bibliografia de Pedro Ventura ( 2006 - 2008 )

29.10.08

 

  •       Em Setembro de dois mil e seis publicou o seu primeiro livro, o romance épico Goor – A Crónica de Feaglar, volume 1, com a chancela da Papiro Editora.

 

  •       Nesse mesmo ano foi orador convidado do Fórum Fantástico, o mais importante evento nacional de Literatura Fantástica, que decorreu em Lisboa, no Parque das Nações.
  •       Foi alvo de referência nos seguintes jornais: Notícias de Viseu, Jornal de Letras e Diário de Notícias.
  •       Também foi alvo de referência em diversos blogues e sites especializados, como foi o caso do site galego “Nova Fantasia”.
  •       Em Fevereiro de 2007, foi um dos escritores entrevistados pela Universidade Aberta no programa televisivo “Entre Nós” da Rádio Televisão Portuguesa ( RTP 2, RTP Internacional e RTP África ).
  •       Em Junho, o livro é um dos escolhidos pelo Prof. Marcelo Rebelo de Sousa no programa televisivo “As Escolhas de Marcelo”.
  •       Goor – A Crónica de Feaglar 1 voltou a ser referenciado no programa “Entre Nós” da Rádio Televisão Portuguesa ( RTP 2, RTP Internacional e RTP África ) em Setembro de 2007.

 

 

  •        O lançamento de Goor – A Crónica de Feaglar, volume 2, decorreu a 13 de Outubro de dois mil e sete, na Livraria Pretexto, Viseu.

 

  •       Apresentação referenciada no Jornal Notícias de Viseu (Outubro de 2007)
  •       Referenciado no jornal Primeiro de Janeiro (Outubro de 2007)
  •       Alvo de crítica literária no conceituado site galego de literatura fantástica “Nova Fantasia”.
  •       Apresentação e apreciação no jornal Gazeta da Beira (Outubro 2007)
  •        Em Janeiro de 2008 foi publicado um artigo sobre o livro e o autor na Agenda Cultural da Câmara Municipal do Montijo.
  •        Em Fevereiro de 2008 o Goor 2 atingiu o 7º. Lugar no top de livros mais vendidos na LivrosNet.
  •       Em Março de 2008 o livro foi alvo de crítica no jornal Correio da Manhã.

     

Goor - A Crónica de Feaglar 2

22.10.08

 

"Regresso a Goor, mundo fantástico capaz de fazer corar o Senhor dos Anéis!"
in Correio da Manhã

Goor - A Crónica de Feaglar 2

10.10.08

 

"Regresso a Goor, mundo fantástico capaz de fazer corar o Senhor dos Anéis!"
in Correio da Manhã

Critica a Goor 2 de Roberto Mendes

01.10.08

 

Crítica ao mundo de Goor:
 
É difícil fazer uma crítica a uma obra tão sublime, mas vou tentar não deixa no esquecimento nenhuma das partes que mais me impressionaram e as poucas, muito poucas, partes de que não gostei muito.
Desde logo considero goor 2 uma obra impregnada de originalidade pois colocas o destino da historia nas mãos dos homens e tornas a essência humana na “personagem” fulcral da mesma. Não recorres a nenhuma colagem a outros universos e isso é de louvar pois propuseste-te a criar um universo de raiz e, na minha opinião, acabaste por construir algo que se assemelha em grandeza a outras grandes obras como a terra média de Tolkien ou a Faerie da mitologia celta. Mas as marcas de originalidade não se esgotam com o facto de serem os homens a decidir o destino do mundo, também o facto de o artefacto sobre o qual a história se desenvolve e evolui não ser o principio e o fim da própria história me deixou muito satisfeito e surpreso; O universo de goor revela-se um mundo colossal e credível, com descrições perfeitas, soberbas, que nos fazem sonhar com cidades imponentes e com noites passadas num balcão do palácio levando banhos de estrelas. As cidades são definidas ao pormenor, com uma perícia de arquitecto, pois tenho a certeza que apenas pelas tuas descrições se podiam desenhar as várias cidades. A parte descritiva que mais me impressionou acabou por ser a descoberta de Fir Hur Abat, pela aura de magia e misticismo que se impregnava na cidade e pela gigantesca escala a que a cidade nos é descrita; A magia sente-se nas linhas em que descreves tão bela e lendária cidade!!! Tal como em Goor 1 a parte do romance é explorada com mestria, com os sentimentos a surgirem tão puros que quase os sentimos tocar-nos quando lemos as palavras. A tua “veia” de romancista tem tremenda qualidade e isso nota-se À medida que os sentimentos afloram nos corações das personagens levando a que exista uma dança de sentimentos puros entre os mais improváveis personagens juntando homens e mulheres de personalidades tanto fortes como distintas. Adoro o facto de ter acesso ao lado lunar de todos os personagens, incluindo Feaglar, pois normalmente o autor apenas explora o melhor lado de algumas personagens e o pior de outra, raramente são explorados os dois lados numa mesma personagem, penso que mais que tudo é isto que te define enquanto mestre da escrita. Apesar de preferir uma magia mais presente no enredo e nos destinos das histórias penso que o facto de a magia aparece tratada de forma sublime por ser simples e por não fazer parte do principal da acção (o que muda os destinos não são grandes feitiços, é o carácter de cada personagem) constitui uma lufada de ar fresco na literatura fantástica moderna. As jornadas em busca do draidex e as viagens de regresso com todas as circunstâncias e enredos secundários que assumem um papel tão preponderante na linha principal da história são maravilhosas, cheias de perigos, de batalhas intensas em que usas cenas fortes e cinematográficas de uma forma genial. A cada batalha que se aproxima é como se deixasse de ler e passa-se a ver as imagens que decidem o futuro dos Dhorians;
 Penso que conseguiste criar um verdadeiro mundo onde apenas sinto falta de uma fauna e flora mais presente mas em que a morfologia, mitos, lendas, costumes e tradições se encontram definidas de forma perfeita, sem falhas! Admiro a forma simples com que contas a história, não és um escritor de artifícios como por vezes eu próprio faço, és, sem sombra de dúvidas, um cronista brilhante; Penso que enquanto escritor é esse o estilo que melhor te define: a crónica;
Juntamente com a cidade de fir hur abat o que mais me impressionou foram as personagens fenomenais como sarraden, galana, gar dena, a perfeita caledra, o próprio feaglar, odraglar, etc…. são personagens com personalidades completamente distintas, delineadas com precisão, alguns são homens como todos nós, outros são tudo aquilo que gostaríamos de ser; Podia descorrer sobre estas personagens durante vários dias a fio pois tornaram-se verdadeiramente nos meus companheiros de armas ao longo da trama, sorri e sofri com todos eles! Como personagens principais amei a personagem Caledra mas sempre desejei secretamente que fosse Galana a ocupar um lugar de destaque no futuro da historia e fiquei muito satisfeito quando por fim tal aconteceu. O facto de teres trocado o pólo forte dos homens para as mulheres é mais um toque da genialidade com que desenvolveste goor;
Depois de ler a tua obra percebo que o goor és tu, que vem de ti, das tuas interpretações sobre a vida e é por isso que esta história ganha uma dimensão diferente. Para mim goor 2 foi o melhor livro de literatura fantástica que li nos últimos três anos, logo a par de “jonhatan strange e o sr norrel” de susanna clark.
Em termos de literatura fantástica na sua vertente épica a tua obra surge nas minhas preferências logo após a obra de Tolkien. Considero Goor melhor que o mundo de Robert Jordan ou Marion Zimmer Bradley; E de entre os autores portugueses considero que te encontras num nível superior a todos os outros : para mim é fácil fazer a comparação pois já li quase tudo o que existe em português no âmbito da literatura fantástica;
Devo dizer-te que aprendi muito ao ler Goor; Tornaste-te numa referência para mim e numa inspiração também, pois sonho um dia atingir o nível de mestria que tu tanto dominas. É um prazer e um imenso orgulho poder corresponder-me contigo e trabalhar a teu lado no correio do fantástico, por isso te deixo um obrigado sincero e me despeço com votos de amizade; Tornaste-me num verdadeiro Dhorian!!!
Espero que gostes da critica.
 
 Roberto Mendes (autor de fantasia)
 
 

Outras Leituras - Nas Águas do Verso

29.09.08



 

  100 poemas de 100 autores... e uma delas é a minha colega de escritas - CARLA RIBEIRO

"Nas Águas do Verso é uma colectânea poética idealizada e coordenada por João Filipe Ferreira e Pedro Lopes. Nesta obra é possível encontrar textos poéticos de 100 autores tão diferentes e tão iguais ao mesmo tempo. Uma obra onde cada poeta expressa livremente as suas palavras, as suas emoções, visões e estados de espírito. Em Nas Águas do Verso o leitor poderá navegar calmamente na beleza da poesia e da prosa poética, sem nunca perder o rumo, sem nunca se afogar nas palavras. Com muito prazer, os autores oferecem-lhe esta obra que consideram ser tremendamente rica em poesia. Sejam bem-vindos ao barco poético e, uma vez nele, desfrutem da beleza das Águas do Verso."


 

Goor - A Crónica de Feaglar 2 - Nova Fantasia ( Galiza )

25.09.07

Goor - A Crónica de Feaglar 2 volta a ser notícia no prestigiado site galego NOVA FANTASIA.

 

 

Goor 2 prepara a súa saída

[14:30 23/09/2007] Já falta menos para o lançamento em vivo e em directo de Goor - A Crónica de Feaglar II. O seu autor, Pedro Ventura, informa no seu blogue que o blogueiro Outsider será o apresentador convidado no lançamento de Goor 2, que terá lugar no dia 13 de Outubro, em Viseu (Portugal), na Livraria Pretexto, por volta das 15:30.

Seica tem surgido alguma confusão em redor de Goor (visto ter surgido na RTP ao lado de livros de cariz mais infantil) e ao seu conteudo. Ventura deseja deixar bem claro que Goor será dificilmente considerado um livro infantil, apesar de ele pessoalmente considerar que qualquer livro se destina apenas a quem o quiser ler, independentemente da idade ou de qualquer outro factor. No entanto, o tamanho, a complexidade e o próprio teor, afastam Goor dessa classificação.

Os pontos de venda na internet: LivrosNet Livraria Online ou encomendando no blogue Crónica de Feaglar directamente, bastando enviar um mail para o autor pelo preço de 20 Euros (incluindo portes de envio). Pode-se pagar por tranferência bancária ou cobrança postal. A partir da data de lançamento, o livro estará também disponível em livrarias e noutros sítios online.

 

Mais uma vez obrigado a Fran Morell e à sua equipa!

Personagens - Calédra

24.09.07

 

 

 

 

( Pelo que já vi, esta moçinha de Heavenly sword tem um "mau feitio" idêntico ao de Calédra... )

 

   Agora que se aproxima Goor 2, talvez seja a altura de falar da minha personagem favorita - Calédra. Não me perguntem porquê, nem tentem encontrar justificações psicológicas. Deu-me um grande gozo criar esta personagem e assistir às suas transformações. Indomável, corajosa, tenaz, temperamental e fogosa, Calédra percorre Goor carregando consigo uma omnipresente perturbação por um passado nem sempre abonatório ou virtuoso, pelo contrário...   

 

  Escrevi Goor ( 1 e 2 ) ao som de música, centenas ( milhares?! ) de horas de música...

   Uma música para Calédra? Talvez...

 

    ENIGMA - TNT for the brain :)

 

 

 

 

Goor - A Crónica de Feaglar regressa à RTP

05.09.07

      

 

 

Pois é... Goor vai regressar à RTP, depois de já ter sido uma das escolhas representativas da literatura fantástica nacional no programa Entre Nós! Esta será mais uma oportunidade para divulgar as aventuras de Feaglar e seus companheiros.

 

O programa será transmitido no dia 14 deste mês na RTP2, às 15h30, na RTP África às 9h30 e 17h30 e na RTP Internacional às 9h30h.*
*( não haverá transmissão na RTP 1 )
 
 

 

 

Programação na RTP2:

SETEMBRO

Dia 10
Por indicação da RTP não é emitido o Entre Nós.
Dia 11
Maria do Rosário Monteiro

Para nos falar da Literatura Fantástica, convidámos Maria do Rosário Monteiro, professora de Literatura Comparada do Departamento de Estudos Portugueses da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade de Lisboa.

Dia 12
Por indicação da RTP não é emitido o Entre Nós.
Dia 13
Pedro Reisinho

Conversa, sobre Literatura Fantástica, com Pedro Reisinho, coordenador editorial da Editora Gailivro.

Dia 14
Liliana Pacheco

Conversa, sobre Literatura Fantástica, com Liliana Pacheco, coordenadora editorial da Papiro Editora.

Programação na RTP África / RTP Internacional:

SETEMBRO

Dia 10
Maria Leonor Machado de Sousa
Para nos falar da Literatura Fantástica, convidámos Maria Leonor Machado de Sousa, professora catedrática jubilada da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade de Lisboa.

Dia 11
Maria do Rosário Monteiro
Para nos falar da Literatura Fantástica, convidámos Maria do Rosário Monteiro, professora de Literatura Comparada do Departamento de Estudos Portugueses da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade de Lisboa.

Dia 12
Celina Veiga de Oliveira
Conversa, sobre Literatura Fantástica, com Celina Veiga de Oliveira, responsável da Editora Tágide.

Dia 13
Pedro Reisinho
Conversa, sobre Literatura Fantástica, com Pedro Reisinho, coordenador editorial da Editora Gailivro.

Dia 14
Liliana Pacheco
Conversa, sobre Literatura Fantástica, com Liliana Pacheco, coordenadora editorial da Papiro Editora.

Goor - A Crónica de Feaglar

27.08.07

Enquanto que "velhos" amigos vão antecipando ( e fazendo publicidade ) ao lançamento de Goor - A Crónica de Feaglar 2, como é o caso do GATO DO TELHADO, alguns desconhecidos ( Orabloaki ) fazem do Goor - A Crónica de Feaglar 1 uma das escolhas de Verão.

 

 

 

 

 

 

 

Bem Hajam!

 

 

Goor - A Crónica de Feaglar 2

07.08.07

 

Depois de um aviso de lançamento de Goor 2 já para Julho, houve uma mudança de planos e parece que Goor 2 só sairá em Setembro, data da apresentação. Esta sincronização até é positiva, pois o planeado "gathering" voltará a ser uma apresentação a sério, onde Goor 2 será realmente uma novidade.

 

 De qualquer das maneiras peço desculpas pelo engano que causei.

 

A Grande Aventura continua em Setembro...

 

Vai querer ficar de fora?...

Antevisão da capa de GOOR - A CRÓNICA DE FEAGLAR 2

09.07.07

 

Em breve sairá Goor - A Crónica de Feaglar 2, a conclusão das aventuras de Feaglar, Gar-Dena, Thalian, Calédra e muitos outros. Desta feita não haverá lançamento, mas ficará em breve agendado um "Gathering" a decorrer em Setembro em Viseu. Uma espécie de festa de Goor. Com muitos amigos e amigas. Para já adianto que o orador será o grande amigo e aficcionado - Outsider. Com tempo direi mais...

Feira do Livro de Viseu

23.06.07

 

Falou-me o Dr/m sobre a Feira do Livro de Viseu e aqui vai:


   O Mercado 2 de Maio é, mais uma vez, o palco da Feira do Livro de Viseu que pretende aproximar os cidadãos da leitura, promovendo, simultaneamente, as entidades e empresas locais ligadas à área.
"É com muita expectativa que aguardamos a Feira do Livro, uma vez que é sempre um momento de festa", explica o vereador da Educação da Câmara Municipal de Viseu, José Moreira, acrescentando que a época é aproveitada também para adquirir exemplares a preços mais baixos face aos praticados no mercado.
Com uma imagem "rejuvenescida", o evento apresenta-se recheado de espectáculos paralelos, de modo a cativar um público cada vez maior. E se, na edição anterior, foram alguns milhares os visitantes que passaram pela exposição, o autarca espera que o número possa crescer ainda mais.
"A nossa vontade é que possa ser frequentada e aumentem as vendas", aponta, acrescentando que a autarquia dá também o seu apoio à iniciativa, nomeadamente através da disponibilização do espaço e dos módulos em que vão ficar instaladas as livrarias.
"Se o tempo ajudar, creio que vai ser uma feira muito boa", acrescenta José Moreira, adiantando que a Câmara "teve o cuidado de colocar a animação cultural no Mercado 2 de Maio", de modo a conjugar o público no mesmo espaço e a contribuir para o êxito do certame.
São mais de 30 os expositores que participarão no evento. Tal como não poderia deixar de ser, os jovens serão convidados a passar pela feira, até porque alguns ainda se encontram em tempo de aulas.
"Esta vertente é uma consequência do trabalho de sensibilização que tem sido desenvolvido pela Biblioteca Municipal e cujo objectivo é o de fomentar hábitos de leitura", realça o vereador.

    A Livraria Pretexto vai ter, à semelhança do que aconteceu anteriormente, um 'stand' na Feira, estando os seus responsáveis bastante optimistas quanto à iniciativa.
"Todas as actividades que sirvam para divulgar o livro, a leitura e a cultura são bem-vindas", defende o proprietário da empresa, João Figueiredo, notando que o ideal é permitir às pessoas desfrutarem do espaço e da oferta, até porque todas as editoras vão estar representadas. Além disso, realça que se trata de uma oportunidade excelente para se adquirirem obras "a preços competitivos". Para o empresário, a Feira de Viseu costuma acompanhar a tendências das de Lisboa e do Porto, pelo que se espera que as coisas corram bem.
    A Livraria Bertrand também irá marcar presença no evento, sendo as expectativas bastante grandes. Apesar de nos últimos anos a iniciativa ter registado um ligeiro decréscimo, fonte da empresa adiantou que, na presente edição, se espera uma grande melhoria.
Para este factor irá contribuir, por exemplo, a diferente disposição dos stands, que vai "ao encontro daquilo que os livreiros procuravam", uma vez que promove o convite à entrada e visita dos transeuntes.
  Quanto aos escritores, não irão faltar nomes como José Rodrigues dos Santos, Rodrigo Guedes de Carvalho, Fátima Lopes, Margarida Rebelo Pinto, Nora Roberts ou Paulo Coelho.
  O certame pode ser visitado, de segunda a sexta-feira, entre as 14 e as 23 horas, e aos fins-de-semana das 14 às 24 horas até ao dia 1 de Julho.

 

   Quanto a autores viseenses, não sei de nada ( e me casa de ferreiro...). Já nem falo de mim, que detesto confusões e não tenho tempo para tais coisas, mas poderíam surgir em cartaz escritores de Viseu, pois eles existem! Sim, no interior também se escreve! E era importante que estes certames também divulgassem os "produtos locais"! Mas como ainda lá não fui, vou esperar para um comentário mais fundamentado. De qualquer das maneiras é uma iniciativa sempre de louvar. 

 

 

Goor - A Crónica de Feaglar 1 é escolha de Marcelo

10.06.07

Afinal, a previsão do DAE tornou-se incrivelmente real e Goor foi hoje uma das escolhas do Professor Marcelo Rebelo de Sousa. O autor agradece mais esta oportunidade de tornar visível o Goor 1.

 

 

Um especial obrigado a um par de " marketing rough genious"!

pesquisar

 

comentários recentes

arquivos

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

links

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

eXTReMe Tracker

Junho 2014

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30