Promoção de Verão! Ebook da 2ª edição de Goor - A Crónica de Feaglar.

03.08.13

Promoção de Verão!


Ebook da 2ª edição de Goor - A Crónica de Feaglar agora apenas por 3,50€!!



Clique no LINK


Confere na lista os dispositivos em que podes ler este ebook:



 

Kindle (Amazon)Kindle DXSony PRS-T2Fnac TouchTagus PulsaTagus Lux






Tagus MagnoTagus T�ctilNook (Barnes and Noble)Kobo eReaderenTourage (edge)Airis dBook






BeeBook MiniBeeBook NeoCybook Gen3Booq ClassicBooq AvantBooq Cool-er






Energy Book 2061Energi Book I060Energy Book 4050 TouchEnergy Book 3050Foxit eSlickILiber






Inves Serie 500Inves Serie 600IpadIpod TouchIRex Digital Reader 800SIRex Digital Reader 1000S






IRiver StoryOnyx Boox 60Papyre 6.S AlexPapyre 6.1BQ Cervantes





Promoção de Verão! Ebook da 2ª edição de Goor - A Crónica de Feaglar.

19.07.13

 

Promoção de Verão!


Ebook da 2ª edição de Goor - A Crónica de Feaglar agora apenas por 3,50€!!



Clique no LINK


Confere na lista os dispositivos em que podes ler este ebook:



 

Kindle (Amazon)Kindle DXSony PRS-T2Fnac TouchTagus PulsaTagus Lux






Tagus MagnoTagus T�ctilNook (Barnes and Noble)Kobo eReaderenTourage (edge)Airis dBook






BeeBook MiniBeeBook NeoCybook Gen3Booq ClassicBooq AvantBooq Cool-er






Energy Book 2061Energi Book I060Energy Book 4050 TouchEnergy Book 3050Foxit eSlickILiber






Inves Serie 500Inves Serie 600IpadIpod TouchIRex Digital Reader 800SIRex Digital Reader 1000S






IRiver StoryOnyx Boox 60Papyre 6.S AlexPapyre 6.1BQ Cervantes






Lançamento: Medalhão Mágico de Mariana Lucera (Brasil)

08.06.13

RESENHA: "O Medalhão Mágico" de Mariana Lucera



Título: “O Medalhão Mágico: O Reino de Damantiham”
Autora: Mariana Lucera
Editora: Selo Ársis – OitavaRima
Lançamento: 2013
Páginas: 360
Categoria: Literatura Fantástica
Sinopse: O que era apenas uma viagem de férias para a mansão de uma tia solitária, em Londres, acaba por se desdobrar em uma grande aventura para Emily Dismorri. Investigando o desaparecimento de sua prima, Lindsay, que sumiu naquele local há anos, Emy se depara com um portal que a leva para Damantiham. Lá, a garota começa uma jornada que lhe trará descobertas impressionantes sobre o seu passado, ao mesmo tempo em que ela precisará se esforçar para garantir o seu futuro. De posse da metade de um medalhão mágico, Emy faz amizades e se vê envolvida em uma disputa que há muito assola o reino, dominado pela poderosa e malévola feiticeira Amyla. Com a ajuda do mago Albergain, a garota e seus amigos Call, Hermes, Périgle, Mistice, Velkan e Sora darão início a uma batalha em busca da outra parte do objecto, na tentativa de restaurar o bem em Damantiham. No caminho, diversos imprevistos e reviravoltas aguardam por eles.




publicado por Andreia Torres às 22:23

Mariana Lucera - Autora (nova parceria)

01.06.13

 

A aurora brasileira (nascida em Pontal-interior de São Paulo) e jornalista Mariana Lucera, anunciou a data de lançamento do seu livro “O Medalhão Mágico” publicado pela editora Ársis.

 

“O Medalhão Mágico” é o primeiro livro de uma saga que se divide em quatro:
1-O medalhão mágico;
2-A cidade perdida;
3-O guardião.
O terceiro título ainda é provisório e o quarto livro ainda sem título, está sendo escrito.
Sinopse: O que era apenas uma viagem de férias para a mansão de uma tia solitária, em Londres, acaba por se desdobrar em uma grande aventura para Emily Dismorri. Investigando o desaparecimento de sua prima, Lindsay, que sumiu naquele local há anos, Emy se depara com um portal que a leva para Damantiham. Lá, a garota começa uma jornada que lhe trará descobertas impressionantes sobre o seu passado, ao mesmo tempo em que ela precisará se esforçar para garantir o seu futuro. 

 

De posse da metade de um medalhão mágico, Emy faz amizades e se vê envolvida em uma disputa que há muito assola o reino, dominado pela poderosa e malévola feiticeira Amyla. Com a ajuda do mago Albergain, a garota e seus amigos Call, Hermes, Périgle, Mistice, Velkan e Sora darão início auma batalha em busca da outra parte do objeto, na tentativa de restaurar o bem em Damantiham. No caminho, diversos imprevistos e reviravoltas aguardam por eles.

publicado por Andreia Torres às 23:32

Agatha de Assis - Divulgação

05.05.13
Antologia reunindo inúmeras crónicas de Agatha de Assis.

Mais informações AQUI



A Autora


 

Trabalha como revisora de textos, crítica literária e escritora. Nas horas vagas é blogueira, ama literatura. É  uma leitora assídua, compulsiva por livros, jornais, revistas, catálogos e tudo que tiver letrinhas para ser lida.
Pesquisadora obcecada por novidades, por história e tudo que implica um novo conhecimento para o desenvolvimento de sua escrita.
Especializada em Teoria da Literatura, Edição, Revisão e Metodologia Cientifica.  Agatha escreveu seu primeiro romance sobrenatural chamado "Desolada", com o lançamento previsto para Agosto de 2013, na Bienal do Rio de Janeiro. Além de sua antologia de Crônicas chamada "Melancolia".
A Autora também ganhou o concurso de contos, produzidos pela Editora Deuses. A Antologia se chamará: Catarse - A Apoteose dos Contos em companhia com mais 24 escritores finalistas. O lançamento ainda não tem previsão, porém logo serão lançadas notas sobre as novidades neste blog da autora.

A Autora também possui um blog literário, da qual ela escreve sobre seus pensamentos a respeito da literatura e do mercado literário.
 Seu blog Essência também traz para seus leitores informações literárias de escritores brasileiros e estrangeiros, informação jornalística, livros do dia escolhido por ela, literatura infantil e muitos outros atributos junto a parceria com a Editora Deuses, onde trabalha actualmente como revisora e editora.

 

Para conhecer o blog clique aqui!

 Neste blog pessoal, vocês encontrarão suas Crónicas, Contos, Pensamentos e Trechos de seus Projectos como escritora, lançamentos, parcerias e muitas outras informações. 


Sejam bem vindo e não deixem de comentar, sua opinião é muito importante.


Envie um e-mail para: agatha.revisora@gmail.com


A respeito da Editora Deuses, envie para: revisora.eddeuses@gmail.com


Acesse seu facebook: www.facebook.com/ag.deassis


Seguem a autora no Twitter: @AgathadeAssis1

publicado por Andreia Torres às 00:16

Biografia da autora Agatha de Assis

07.04.13

 

 

 

 

 Agatha de Assis escreve em diários desde criança. Sua mãe fazia questão de compra-los para lhe dar de presente, assim, incentivando sua vontade pela escrita.
     Além de ter crescido sobre o som de várias músicas composta por sua mãe Ana, ela também escutava histórias de ninar que sua mãe contava em companhia de sua irmã Thamara e ficava sempre muito entusiasmada quando via suas tias com canetas na mão e os livros de estudos bíblicos. Agatha queria ler e, sua mãe, sendo sábia, decidiu por ensina-la a ler e escrever com apenas 4 anos de idade, fazendo sua filha entrar direto para a primeira série, muito adiantada.
     Após terminar o ensino médio, Agatha seguiu adiante para fazer Comunicação Social com ênfase em Publicidade e Propaganda. Depois de alguns períodos, percebeu que a escrita, leitura e criação era a sua vida. Fazendo sua transferência para o curso de Letras.
     Agatha trabalhou pela primeira vez como modelo e manequim para butiques e empresas associadas à Rede Record por 3 anos e meio. Em seguida, para aumentar sua renda, trabalhou como auxiliar administrativo e vendedora de seguros e previdência pela Caixa Econômica Federal. Esta era uma das fases mais difíceis para ela, pois tinha que conciliar sua vida de modelo com a de estagiária e a de estudante. Nessa época, ela escrevia seu primeiro romance, deixando-o por um tempo seu livro “Doce Malícia” de lado por causa do extremo cansaço.
      Atualmente, com vários projetos em mente e em execução pela Editora Deuses.Agatha trabalha como redatora e revisora, além de ser escritora – sua maior satisfação.
      Agatha de Assis torce para que os brasileiros leiam mais e a literatura se torne um instrumento mais acessível aos leitores, tendo livros mais em conta nas livrarias e internet.
      Agatha se atém muito ao bom senso; sempre dizendo que isso faz parte da consciência humana e respeita o próximo como a si mesmo acima de tudo.
      Com seu livro prestes a ser lançado em maio, “Melancolia – Crônicas Entre o bem e o Mal”, ao qual, suas crônicas, escritas em sua maior parte na primeira pessoa, expressam a dor e o ódio pela injustiça, perversão e falta de amor que os seres humanos criaram e cultivam até os dias de hoje na Terra.
      Casada, residente no Rio de Janeiro – A Cidade Maravilhosa – com seu marido Erickson e sua gata Mya.
     Agatha sempre mostra muito apego pela família. Expondo que a família é tudo na vida e não há presente melhor do que isso para ela.
     Após a escolha de capas para um de seus livros “Melancolia”, o amor por corujas e seus significados cresceu dentro de si. Além de amar rosa, ela ama coisas fofas e se considera uma eterna moleca.
     “Desolada” é o seu primeiro romance, previsto com estreia para Agosto. Além das Crônicas e do Romance, o conto “O mundo de Faz de Conta” é um dos contos vencedores de um concurso de contos realizado pela Editora Deuses no ano de 2012, ao qual, foi escolhido dentre mais 24 escritos entre centenas de contos.
     Além desses projetos prontos e esperando para serem lançados. Existe aquele livro que ficou perdido, “Doce Malícia”, promessa da escritora para seus leitores em 2014.
     Obcecada por pesquisa, Agatha se mantém como pesquisadora de Teoria Literária. Entretanto, tem seus projetos futuro, pretendendo abranger seu entusiasmo e paixão pela escrita em outras áreas.

By Editora Deuses - www.editoradeuses.com.br




publicado por Andreia Torres às 22:56

Divulgação: Agatha de Assis - Melancolia

20.02.13
Antologia reunindo inúmeras crônicas de Agatha de Assis.

Lançamento previsto para Abril.

Mais informações AQUI



A Autora



Trabalha como revisora de textos, crítica literária e escritora. Nas horas vagas é blogueira, ama literatura. É  uma leitora assídua, compulsiva por livros, jornais, revistas, catálogos e tudo que tiver letrinhas para ser lida.
Pesquisadora obcecada por novidades, por história e tudo que implica um novo conhecimento para o desenvolvimento de sua escrita.
Especializada em Teoria da Literatura, Edição, Revisão e Metodologia Cientifica.  Agatha escreveu seu primeiro romance sobrenatural chamado "Desolada", com o lançamento previsto para Agosto de 2013, na Bienal do Rio de Janeiro.

Além de sua antologia de Crônicas chamada "Melancolia", que terá seu lançamento em Abril de 2013.

A Autora também ganhou o concurso de contos, produzidos pela Editora Deuses. A Antologia se chamará: Catarse - A Apoteose dos Contos em companhia com mais 24 escritores finalistas. O lançamento ainda não tem previsão, porém logo serão lançadas notas sobre as novidades neste blog da autora.

A Autora também possui um blog literário, da qual ela escreve sobre seus pensamentos a respeito da literatura e do mercado literário.
 Seu blog Essência também traz para seus leitores informações literárias de escritores brasileiros e estrangeiros, informação jornalistica, livros do dia escolhido por ela, literatura infantil e muitos outros atributos junto a parceria com a Editora Deuses, onde trabalha atualmente como revisora e editora.

Goor - A Crónica de Feaglar I

15.09.12

 

Com a ajuda de pessoas como o Rafael Mendes, o Vitor Frazão, etc, a reedição do Goor I está quase pronta, depois de alguns percalços pessoais que atrasaram esse lançamento. Estou próximo dos meus 3 objectivos:
- uma revisão melhor do que a da primeira edição;
- conseguir um preço de capa inferior ao da primeira edição;
- tornar o livro disponível para o Brasil.

Até breve... :)

Fantasticon 2012

15.09.12

publicado por sá morais às 11:26

Temos capa para a reedição de Goor - A Crónica de Feaglar I

10.09.12

Muito obrigado ao Rafael Mendes pelo seu trabalho. Mais novidades para breve.

 

GOOR IS BACK *

30.03.12

Antevisão do projecto de capa (sujeito a alterações)

 

 

 

“Lembro que cando rematei de lér a segunda novela de Pedro Ventura (Goor II – A Crónica de Feaglar, aló polo 2007) puiden dicir sen temor ao ridículo que viña de rematar a millor novela de xénero fantástico da miña vida. Aquela novela era o cabo a unha história de coraxe, aventuras e humanidade que tan só facían desexar lér mais e mais (…)”

in Nova Fantasia

 

 

* provavelmente em meados de Maio.

Goor is Back!*

21.03.12

Antevisão do projecto de capa (sujeito a alterações)

 

 

 

“Lembro que cando rematei de lér a segunda novela de Pedro Ventura (Goor II – A Crónica de Feaglar, aló polo 2007) puiden dicir sen temor ao ridículo que viña de rematar a millor novela de xénero fantástico da miña vida. Aquela novela era o cabo a unha história de coraxe, aventuras e humanidade que tan só facían desexar lér mais e mais (…)”

in Nova Fantasia

 

 

* provavelmente em meados de Maio.

 

 

Goor is back!

16.03.12

 Devido aos muitos pedidos para adquirir estes livro que, desde 2007/2008 estão esgotados, está a ser equacionada uma reedição dos mesmos em 2012 sob uma chancela diferente.

  Essa possível reedição terá em conta dois princípios:

 

  •   Conseguir um preço de capa acessível (abaixo dos 20 euros da 1ª edição - que julgo ser demasiado para os dias que correm);
  •   Permitir que os "Goor" possam chagar ao Brasil por livro e/ou ebook.
"Regresso a Goor, mundo fantástico capaz de fazer corar o Senhor dos Anéis!"
in Correio da Manhã

Goor - A Crónica de Feaglar

28.02.12

  Devido aos muitos pedidos para adquirir estes livro que, desde 2007/2008 estão esgotados, está a ser equacionada uma reedição dos mesmos em 2012 sob uma chancela diferente.

  Essa possível reedição terá em conta dois princípios:

 

  •   Conseguir um preço de capa acessível (abaixo dos 20 euros da 1ª edição - que julgo ser demasiado para os dias que correm);
  •   Permitir que os "Goor" possam chagar ao Brasil por livro e/ou ebook.
"Regresso a Goor, mundo fantástico capaz de fazer corar o Senhor dos Anéis!"
in Correio da Manhã

Assombrações e Lendas Brasileiras (dedicado a todos os amigos brasileiros que visitam este blog)

29.09.11

 

A Perna Cabeluda 



Essa história da Perna Cabeluda foi criada, no início da década de 1970, por jornalistas do Diário de Pernambuco e do Diário da Noite, este último o vespertino (hoje extinto) do Jornal do Commercio.

Em resumo, é mais ou menos o seguinte: Certo dia, a polícia encontrou, boiando no Rio Capibaribe, no Recife, uma perna humana, provavelmente de um homem, visto que era bastante peluda. Os jornais noticiaram o achado macabro, em suas páginas policiais. 

Como à época os jornais viviam sob a censura política dos governos militares e muitas informações não podiam ser veiculadas, esse tipo de notícias tinha razoável destaque. E foi assim com a tal perna. Só que, nos dias seguintes, a polícia nada mais encontrou, nenhum corpo mutilado ao qual a perna pertenceria.

Tudo ficou apenas na dita perna. Para não perder o assunto, os jornais começaram a inventar versões para a perna. A princípio, eram versões normais, sobre essa ou aquela possível origem da perna cabeluda.

Depois, vieram as fantasias, entre as quais a versão de que a perna era mal-assombrada e corria atrás das pessoas pelas ruas do Recife. 

Pronto, a partir daí, todo dia os jornais publicavam estórias sobre a Perna Cabeluda. "Notícias" dando conta que uma perna cabeluda estaria assustando os moradores desse e daquele bairro; que uma perna cabeluda correu atrás de uma moça na Av. Conde da Boa Vista etc. e tal. 

Foram vários meses com esse tipo de "notícias" e muita gente do povo entrou na onda, pois os jornais traziam depoimentos de populares afirmando que viram a dita perna e tal.

Numa ocasião, a perna cabeluda aparecia numa gafieira, assustando as pessoas que se divertiam; noutro instante, a perna passeava pelo centro da cidade. 

Bem, depois que os jornalistas desistiram da "brincadeira", a história da misteriosa perna ficou na boca do povo.

E hoje existem até folhetos de cordel sobre o tema. Chico Science também já citou a perna cabeluda numa música e por aí vai. Cada versão aumenta ainda mais a fantasia em torno da estória. 



Galega da Cadisa



No final da década de 1960, surgiu em Caruaru uma bela e loura mulher que acabou levando pânico a todos aqueles que ousassem passar de carro, a partir de certas horas da noite, por um trecho de rua à época pouco movimentado, localizado nas proximidades do estádio do Central, na época o principal time de futebol da cidade. 

Na esquina desse pedaço de rua ficava o prédio de uma revendedora de automóveis denominada Caruaru Diesel S.A (Cadisa), em frente ao qual tudo acontecia.

Durante o dia, não havia nada de estranho, até crianças passavam por ali sem nenhum problema. O perigo era trafegar pela área depois das dez horas da noite. 

Veja como tudo acontecia: quando um carro apontava na esquina, uma bela mulher, loura de olhos azuis, surgia de repente, supostamente vinda do interior do prédio da Cadisa que, no entanto, permanecia com todas as portas fechadas.

Se a pessoa que dirigisse o carro fosse uma outra mulher, a Galega deixava passar. Se fosse um homem, ela pedia carona. 

Perto dali ficava a zona de prostituição de Caruaru e, talvez por isso, a Galega da Cadisa sempre conseguia caronas.

Ela pedia que a deixassem em sua residência, uma pequena casa no bairro do Salgado, e no caminho insinuava querer ter um caso amoroso com seus caroneiros. Mas, ao chegar, se despedia e, depressa, entrava em casa, dizendo que logo retomaria o contato.

Os mais encantados com a Galega (a maioria deles motoristas de táxis) acabavam não resistindo e, no dia seguinte, iam procurá-la, em casa.

Quem atendia, porém, era um senhor de idade, ferreiro de profissão, o verdadeiro morador da casa. Ele sabia, sim, que ali havia morado uma mulher loura e informava que ela morrera fazia vinte anos. 

As primeiras aparições da Galega da Cadisa não tiveram grande repercussão, até porque os casos eram comentados à boca pequena, apenas entre alguns motoristas que diziam já ter passado pela experiência, ou nas rodas-de-bar.

Mas, depois que um radialista passou a noticiar os "causos" no programa policial de uma emissora de rádio de grande audiência, a estória pipocou na cidade. 

Foram dois anos de muitos "causos" envolvendo a Galega da Cadisa e seus pobres pretendentes. Depois, quando a revendedora de automóveis encerrou suas atividades, nunca mais se ouviu falar da encantadora loura.

Ficaram apenas o mistério em torno daquelas aparições e a intrigante constatação de que a Galega só saía do prédio para pedir caronas enquanto ali funcionou uma revendedora de automóveis. 

Por que será que a Galega sumiu depois que o edifício passou a ter outro uso? Para essa pergunta, ninguém nunca teve resposta. 



Cabra Cabriola 



Conta a lenda que era um enorme monstro, de dentes agudíssimos, que soltava fogo pelas narinas e pela boca.

Em suas investidas noturnas, procurava entrar nas casas para devorar os meninos que encontrava. Existem vários contos populares cujo personagem central é a Cabra Cabriola.

O mais famoso em Pernambuco data de meados do século XIX e diz mais ou menos assim: Existia uma mulher, mãe de três crianças pequenas, que sempre saía à noite em busca de meios para sustentar seus filhos.

Ao sair, ela recomendava às crianças que tomassem cuidados com monstros, que não abrissem a porta para ninguém até ela voltar.

E, assim, os meninos costumavam fazer: só abriam a porta quando a mãe retornava e, com sua voz familiar, pedia aos filhos que a abrissem. 

Certa noite, a Cabra Cabriola chegou à casa dessa mulher, bateu à porta e, falando como se fosse a mãe das crianças, pediu que a deixassem entrar.

O disfarce, porém, não foi perfeito, visto que a Cabra Cabriola não modificou o timbre de sua voz grossa e horrível.

Os meninos perceberam que não se tratava da mãe deles e não abriram a porta. A Cabra Cabriola, então, foi embora prometendo, baixinho, voltar. 

Semanas depois, a Cabra Cabriola voltou à casa daquelas três pobres crianças. Mas, desta vez não bateu à porta, ela ficou escondida aguardando o retorno da mãe das crianças, com o seguinte objetivo: conhecer o timbre da voz da mulher e aprender todos os termos usados por ela para chamar os filhos.

Era a preparação para a grande e certeira investida que realmente aconteceria. No dia seguinte, a Cabra Cabriola foi à oficina de um ferreiro e mandou que ele batesse a língua dela na bigorna, para que o timbre de sua voz, antes grossa e horrível, ficasse bem parecido com o da voz da mulher.

À noite, a Cabra Cabriola esperou que a mãe das crianças saísse e completou o seu terrível plano: bateu à porta, imitando em tudo o chamado da mulher: "Filhinhos, filhinhos..." Crentes que era a mãe delas, as crianças abriram a porta e foram todas devoradas pela Cabra Cabriola. 




Chora Menino



A praça situada no final da Rua Manoel Borba, na Boa Vista, é um dos mais famosos lugares mal-assombrados do Recife. Antigamente, o local era denominado Mondego e tinha ali uma capelinha. 

Durante a revolta militar conhecida como Setembrizada, que eclodiu entre os dias 14 e 16 de setembro de 1831, cerca de 300 soldados se amotinaram ali e foram massacrados por tropas leais ao governo. 

A maioria desses soldados foi sepultada ali mesmo no local da carnificina e, a partir daquela data, quem passasse pelo local ouvia gemidos e choros que seriam dos filhos dos soldados lamentando a morte dos seus pais. 

A história desses choros e gemidos ganhou as ruas do Recife e, assim, a praça passou a ser chamada de Chora Menino, ao mesmo tempo em que ganhou fama de local mal-assombrado.



Fonte: Pernambuco de A-Z

Obrigado Brasil!

03.05.09

 

  Não são apenas os cerca de 30% de visitas vindas do Brasil que me levam e escrever este agradecido post. A verdade é que, apesar de ainda não ter publicado o Goor - A Crónica de Feaglar no Brasil, nunca deixei de ter um excelente feedback vindo do outro lado do oceano. O amigo Bill foi dos primeiros leitores e dos mais marcantes. E essa ligação de Goor ao Brasil manteve-se forte. Hoje em dia tenho uma simpática e talentosa leitora ( em breve colega, espero! ) à espera do Goor II e descobri um rapaz que colocou os Goor como seus livros favoritos e que entendeu a essência da obra.

  Por tudo isto e muito mais, obrigado Brasil! 

pesquisar

 

comentários recentes

mais comentados

arquivos

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

links

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

eXTReMe Tracker

Junho 2014

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30