Este livro ( sem qualquer relação com o filme Avatar ) foi um dos primeiros livros de Ficção Especulativa que li. Sem ser extraordinário, torna-se fácil "apaixonarmo-nos" pelas personagens e esquecer um pouco a trama. Repare-se que já pesam mais de 20 anos sobre a data em que o li e ainda tenho essas impressões e recordo perfeitamente 2 ou 3 intervenientes no enredo.

 

 

 

"Num passado que se perdia na bruma dos tempos, uma raça misteriosa, a que se chamava simplesmente “Os Outros”, deixara à humanidade um legado precioso que era simultaneamente um grande desafio; uma passagem assinalada para alcançar as estrelas inexploradas.

E a humanidade utilizou essa passagem para colonizar o sistema da estrela Phoebus, mas deixou inexplorado tudo o que restava da galáxia…

Num ambiente político conturbado, a grande nave Emissário utiliza a passagem pára uma viagem de exploração. Mas, quando regressa, os governantes da União mandam aprisionar a nave e deter a tripulação, ao mesmo tempo que proíbem qualquer futura exploração do espaço…

Apenas um homem, um colono de Deméter, consegue aperceber-se da situação e empreende uma ação desesperada para salvar o presente e acautelar o futuro…"
publicado por sá morais às 23:54