Após quatro meses de suspense, do vai não vai, o canal Sci Fi decidiu dar finalmente o sinal verde para a produção da série Caprica, que precede em 50 anos os fatos desenvolvidos por Battlestar Galactica.

Estrelada por Eric Stoltz, Paula Malcomson, Esai Morales e Polly Walker, entre outros, o filme piloto de duas horas de duração, que muitos acreditavam que jamais seria visto, já foi produzido. Situado no planeta Caprica, o drama gira em torno de duas famílias rivais que enfrentam o avanço tecnológico da inteligência artificial.

Com produção de Ronald D. Moore, David Eick e Remi Aubuchon, o roteiro do piloto é assinado por Moore e Aubuchon, com direção de Jeffrey Reiner. A previsão de estréia de Caprica é para o início de 2010.

A segunda parte da quarta e última temporada de Battlestar Galactica tem previsão de estréia para o dia 16 de janeiro de 2009, com a exibição dos últimos 10 episódios. Um telefilme de duas horas, dirigido por Edward James Olmos, o Adama, está previsto para ser exibido no próximo verão americano. O telefilme que tem o título de Battlestar Galactica: The Plan, deverá narrar uma situação paralela à narrativa da primeira temporada da série. E a partir do dia 12 de dezembro, dez novos webisodes da série serão disponibilizados em intervalos de dois por semana ao longo de cinco semanas.

Quem diria que a série dos anos 70, acusada de cópia de Guerra nas Estrelas voltaria com toda a força? Um dos que mais lutou pelo retorno de Galactica na TV foi o ator Richard Hatch, que interpretou Apollo na primeira série e que na nova versão foi Tom Zarek. Ao longo de anos ele insistiu junto a Universal e ao produtor Glenn A. Larson para investirem em uma nova versão da série. Hatch chegou a publicar livros com histórias fictícias, as famosas fan fiction, e foi ameaçado de ser processado, acusado de explorar um título que não era dele, mas sua perserverança conseguiu conquistar o apoio de Larson e … o resto é história.

Abaixo trailer de Caprica:

 

 

 

publicado por sá morais às 22:45