Grande problema dos "remakes": se não estiverem à altura do "original" cinematográfico, mais vale estar quieto - o que acaba por ser regra. Se em termos de deleite visual o filme ainda cumpre (mesmo não trazendo nada de novo) e pode satisfazer quem se assombra com (apenas) esse aspecto, o argumento e os actores estragam tudo, safando-se no "satisfaz -" a Jessica. O enredo "perde" Marte, o legado de uma raça exraterrestre, o conflito político, sob o peso de uma Kate que quer apanhar o Colin, só porque sim, com todas as suas forças. O original até chega a surgir com uma nostalgia que nos faz pensar ser melhor do que, na verdade, é... Mas continuo a preferir um filme de sci-fi sofrível, a um filme  da tríade da moda: lamechas/famílias disfuncionais/fácil baixar de cuecas... - mas isso é casmurrice minha.

 

11 (0-20)

publicado por sá morais às 15:04