O português Octávio Mateus e o suíço Emanuel Tschopp, investigadores da Universidade Nova de Lisboa e do Museu da Lourinhã, divulgaram neste domingo uma nova espécie de dinossauro a partir de achados escavados nos Estados Unidos da América.
"Verificamos que este dinossauro do Jurássico Superior [com 150 milhões de anos] que existiu na América do Norte é um novo gênero e uma nova espécie para a ciência", afirmou à agência Lusa Octávio Mateus, investigador e orientador da tese de doutoramento de Emanuel Tschopp. 
publicado por sá morais às 00:27