Uma espécie de bagre gigante do rio Kali, que corre ao longo da fronteira Índia-Nepal, incluiu pessoas em sua dieta depois que desenvolveu o gosto por carne humana se alimentando de cadáveres atirados ao rio após cerimónias fúnebres hindus.

Os boatos locais sustentaram por anos a existência de um monstro misterioso espreitando na água. A criatura foi investigada pelo biólogo Jeremy Wade para um documentário televisivo.

Segundo Wade, os locais tem uma teoria que esses monstros cresceram assim devido a uma dieta de corpos semi-queimados, sobras das piras funerárias. Individuos mutantes, naturalmente grandes, cresceriam ainda mais com essa alimentação extra.

Em 2007 um nepalês de 18 anos foi arrastado para as profundezas por um "monstro" descrito como um "porco alongado", mas  acredita-se que as primeiras vítimas do megapeixe foram dois adolescentes nepaleses atacados em 1988.
publicado por sá morais às 18:58