A pedra foi baptizada de Tisdale 2 e tem cerca de 30 cm de altura

 

O início da exploração no novo sítio de Marte, onde está o robô Opportunity, parece promissor, considerando-se a composição do solo e as rochas observadas, mais compatíveis com a existência de vida num passado remoto, afirmaram os cientistas da Nasa.

O Opportunity, que está em Marte há mais de 7 anos, chegou há três semanas à beira de uma cratera de 22 km baptizada Endeavour. 

A primeira rocha que examinou é lisa, e aparentemente foi escavada por um impacto que deixou uma cratera do tamanho de um campo de ténis.

As observações e medidas realizadas pelos robôs americanos enviados a Marte permitem pensar que as rochas na beira dessa cratera são de um período da história de Marte talvez mais favorável à existência de vida microbiana, segundo os cientistas.

 

in Arquivos do Insólito

publicado por sá morais às 22:03